Dores articulares na menopausa, são normais?

 A menopausa é um processo natural e biológico que acontece na maioria das vezes por volta dos 50 anos, sendo caracterizada pelo fim do período menstrual, tendo acontecido 12 meses consecutivos de amenorreia. A menopausa nada mais é que um marco do climatério, caracterizado por uma transição entre a fase reprodutiva e não reprodutiva. Este período do climatério não é uma doença, e sim uma fase natural da vida da mulher que pode ou não apresentar alterações biológicas, endócrinas, clínicas, todas essas ditadas pelas alterações hormonais, podendo também gerar alterações sociais e pessoais, criando assim uma vulnerabilidade.

Como combater as dores articulares na menopausa?

Para combater os sintomas associados à menopausa existem vários tipos de tratamento sendo que alguns são modificados pelo estilo de vida, como: cessação do tabagismo, exercício físico, reeducação alimentar e diminuição do stress associados a terapias alternativas.

ClimaFort

Além disso, são comuns medicamentos fitoterápicos, homeopáticos e terapias hormonais com hormônios sintéticos, atuando de forma mais específica aos suores noturnos, insônia, depressão, secura vaginal, entre outros.

O exercício físico de baixa e moderada intensidade associado à reeducação alimentar gera uma diminuição significativa dos sintomas depressivos, insónia e alterações de humor, além de aumentar a sensação de boa disposição. Mas isso só é possível se houver continuidade nos exercícios.

Porque tem essas dores nas articulações, durante a menopausa?

As mulheres que sentem dores nas articulações durante a menopausa relatam que esses episódios são geralmente da parte da manhã quando acordam, e com dores fortes. Essas dores vão diminuindo após alguns movimentos diários durante o dia conforme o corpo começa a aquecer. 

Guia gratuito

A falta de estrogénio (hormonas femininas) devido ao aparecimento da menopausa, modifica a sensação de dor. Estudos comprovam o papel do estrogénio no nosso corpo e a sua ação no sistema nervoso, explicando a diferença na sensibilidade à dor entre homens e mulheres.

A falta de estrogénio modifica por completo a perceção da dor assim como a transmissão da mensagem dolorosa ao nível do cérebro. E o que pareciam dores sem importância passam a ser insuportáveis durante a menopausa.

As mulheres nessa fase sofrem de rigidezinchaços e dores articulares particularmente nas mãos e punhos. Menos comum, mas também possível, dores nos joelhos, lombar e ombros. Raramente ancas, tornozelos e pés. 

É normal ter dores musculares no climatério?

Ao falarmos de menopausa precisamos saber: o que é climatério?

O climatério é a passagem do estado reprodutivo para o não reprodutivo, passando pela menopausa (BARACHO, 2018). Essa é definida como o período de um ano sem menstruação.

Mas isso acontece devido à diminuição progressiva da produção de estrogênio, iniciando no final dos 30 anos e podendo ser completada aos 50 anos.

dores articulares na menopausa

Qualquer pessoa já sentiu ou foi vítima de dores ou desconfortos musculares no dia a dia, até mesmo sem nenhum estímulo corporal.

Quando envelhecemos, essas dores tornam-se mais comum devido ao próprio envelhecimento dos tecidos, e tendo em conta o estilo de vida, hábitos diários e da própria genética.  Nas mulheres, muitas vezes, elas esquecem-se de associar essas dores ao período de climatério. 

Existem muitos recetores de estrogénio nos nosso músculos, cartilagens e articulações, e com a redução do mesmo nessa fase, algumas dores musculares podem ser associadas a esse período da vida da mulher. 

Exercícios para as dores articulares

Apesar de as dores musculares e articulares serem muitas vezes impeditivas ou desconfortáveis para a prática de exercício físico, é sem dúvida uma das melhores soluções para aliviar esses sintomas.

O movimenta é necessário no corpo para continuar o efeito de homeostase

Devera escolher exercícios sem impactos como alongamentos utilizados na prática de Yoga, flexibilidade e mobilidade dos exercícios de Pilates e também renovação do tecido conjuntivo e colagénio através de movimentos da Fascia. 

Veja este vídeo com alguns exercícios, que juntam estas 3 modalidades para ajudar no alivio dos sintomas relacionados com a menopausa.

https://www.youtube.com/watch?v=J6FvgkubwLs&feature=emb_imp_woyt 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Como mexer o corpo pós-COVID-19?

Como ter um pavimento pélvico saudável?

Os beneficios do Treino da Fáscia